O Hemonúcleo de Jundiaí, da Associação Beneficente de Coleta de Sangue (Colsan) - entidade que abastece com hemocomponentes os hospitais municipais de São Paulo e outros localizados nas regiões do ABC, Sorocaba, Vale do Ribeira e litoral (Praia Grande e Itanhaém)-, registrou um baixo número de doadores de sangue O negativo na primeira quinzena de março. No período foram registrados apenas aproximadamente 70 doadores deste tipo sanguíneo, sendo que o ideal seria cerca de 110. Além do número de doadores abaixo, a demanda por transfusões aumentou neste período.

 

De acordo com o gerente médico da Colsan de Jundiaí, João Gonçalves, o número de doações deve ser mantidos. "Precisamos principalmente de doados do tipo de sangue O negativo, uma vez que os portadores desse tipo de sangue podem realizar a doação para todos os grupos sanguíneos, sendo ele um doador universal.”

 

A transfusão de sangue é fundamental para pacientes com grande perda sanguínea, aos que sofrem de doenças hematológicas ou doentes transplantados e pessoas que necessitam de sangue continuamente para sobreviver.

 

Colsan Jundiaí
Rua XV de Novembro, 1848
Jundiaí – SP – Tel: (11) 4521-4025
Segunda a sábado das 7h30 às 12h30 (exceto feriado) 
Estacionamento: Av. dos Ferroviários, 2100

 

Requisitos para doação:

 

* Portar documento oficial de identidade com foto (RG, carteira profissional ou carteira de habilitação);

 

* Ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que a primeira doação deve ter sido feita antes dos 60;

 

* Pesar acima de 50 Kg;

 

* Estar em boas condições de saúde;

 

* Estar alimentado, porém sem ter ingerido refeições pesadas (gordurosas);

 

* Não ter risco acrescido para doenças transmissíveis pelo sangue (usuários de drogas injetáveis e inalatórias, praticantes de sexo não seguro e vários parceiros sexuais, ou parceiros sexuais de portadores de aids ou hepatite).

 

*Obs: o doador menor de 18 anos, quando acompanhado pelo responsável legal, deve levar cópia do documento de identidade de ambos e preencher autorização no momento da doação; se desacompanhado, precisa levar cópias dos documentos de identidade e o documento de autorização para doação com firma reconhecida em cartório.