O plano de saúde é um problema para muitos brasileiros, seja pelo alto custo cobrado, seja por falta de atendimento. Para adequar a necessidade das pessoas que são reféns de planos de saúde, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) promove periodicamente mudanças  em alguns procedimentos. 

Recentemente, a ANS comunicou que irá atualizar a lista de procedimentos médicos obrigatórios que os planos de saúde devem oferecer aos consumidores - atualmente, a lista possui mais de três mil serviços de saúde. Para atualizar a relação, a Agência encaminhará 11 novas propostas para consulta pública e a população pode participar com sugestões. 

“Houve a incorporação do cardiodesfibrilador multissítio, que é um dispositivo que ajuda a evitar morte súbita em doenças cardíacas. E como temos alta prevalência de doenças cardíacas, muito provavelmente teremos um bom impacto na saúde dos beneficiários com a introdução dessa nova tecnologia. Dentro da cardiologia, também houve a introdução do implante do monitor de eventos, que chamamos de loope, que diagnostica as arritmias cardíacas de difícil diagnóstico, proporcionando também a diminuição do risco de morte súbita por conta dessas arritmias”, conta a gerente-geral de Regulação Assistencial da ANS, Raquel Lisboa.

As pessoas que desejarem contribuir com a nova lista de procedimentos mínimos oferecidos pelos planos de saúde devem acessar o site da ANS (www.ans.gov.br) a partir de 19 de junho. A nova relação começa a valer a partir de janeiro de 2016.

 

Fonte: Blog da Saúde