Dia 14 de novembro é comemorado o Dia Mundial do Diabetes e dia 17 é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Ambas as datas usam a cor azul para as campanhas de conscientização. Por isso, novembro é considerado o mês do azul.

Diabetes

Perda de peso considerável sem dieta ou exercício físico, sede permanente, vontade constante em urinar, feridas que demoram a cicatrizar, fome frequente, formigamento nos pés, furúnculos, infecções frequentes como de urina e pele, alterações visuais como turvamento da visão e desânimo podem ser sintomas de diabetes. “Estima-se que até 2030 cerca de 330 milhões de pessoas no mundo terão diabetes. Desse total, 90% serão do tipo 2 e cerca de 10% do tipo 1. O diabetes é uma doença silenciosa”, disse o endocrinologista da Unicamp e presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) Walter Minicucci.

Dados do Censo 2010 do IBGE apontaram que o número estimado de diabéticos no Brasil é de cerca de 12 milhões. De acordo com Maria Cândida Parisi, assistente da disciplina de endocrinologia da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp e coordenadora do departamento de pé diabético da SBD, “o impacto deste número frente à saúde pública é extremamente significativo, levando em conta todos os aspectos envolvidos, tanto no cuidado, como nas complicações decorrentes da doença”.

Este ano, o tema mundial da campanha é “Qualidade de Vida & o Diabetes”  chamando a atenção sobre a importância da alimentação adequada e atividade física regular para melhorar a qualidade de vida e o convívio com a diabetes.

Câncer de próstata

O câncer de próstata é o tumor, exclusivo do sexo masculino, mais frequente ficando atrás apenas dos tumores de pele e é o sexto tipo mais comum no mundo segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer).

A cada seis homens, um é portador da doença. A estimativa do INCA é de que, por ano, 69 mil novos casos sejam diagnosticados, um caso a cada 7,6 minutos.

A recomendação é que homens a partir de 50 anos procurem um urologista para realizar os exames preventivos anualmente, pois a doença não apresenta sintomas na fase inicial. Homens com história familiar de câncer de próstata, afrodescendentes, sedentários e acima do peso ideal devem iniciar a prevenção mais precocemente, a partir dos 45 anos de idade, pois possuem maior risco de desenvolver a doença.

Quando diagnosticado precocemente as chances de cura do câncer de próstata são de aproximadamente, 90%.

Fonte: novembrozul.com.br e fcm.unicamp.br